Vuelta a España 2017 - Antevisão 13ª etapa

Finalmente um dia sem grandes dificuldades, que deverá ser mais calmo para os homens da geral. As temperatura serão elevadas, no forno que é a Andaluzia no verão.


Mapa da etapa

Perfil da etapa
Etapa com quase 200 quilómetros em plena Andaluzia, onde o calor deverá ser um dos principais protagonistas.
O dia não apresenta grandes dificuldades, a única contagem de montanha é logo no inicio da etapa. A parte final não é completamente plana, com uma rampa a 3 quilómetros da meta que pode fazer alguma seleção no pelotão.

Cidade de partida: Coín


Coín é uma cidade e município espanhol da província de Málaga, na comunidade autónoma da Andaluzia. 
A economia do município tem sido tradicionalmente baseada na agricultura e na produção de cerâmicas. No entanto, o turismo, a construção e a hospitalidade estão cada vez mais, a ocupar uma boa fatia do sector económico do município.
Em 2017 Coin é Cidade Europeia do Desporto e a Vuelta não quis perder a oportunidade de visitá-la. Esta é a primeira vez que a prova parte da cidade.

Local de chegada: Tomares


Tomares é um município espanhol na província de Sevilha, na Andaluzia. Está localizado no coração de Aljarafe, dentro da área metropolitana de Sevilha.
Devido à sua próxima localização, grande parte da população que vive em Tomares, trabalha ou estuda na cidade de Sevilha.
Tomares foi um dos primeiros municípios de Sevilha a submeter-se aos processos de urbanização maciça que caracterizam as áreas metropolitanas modernas, até o ponto em que já foram construídos 90% do seu termo municipal.
O pelotão da Vuelta já passou por Tomares em 2013, mas nunca terminou ali uma etapa, sendo mais um final inédito nesta edição.

Condições meteorológicas

Dia de muito calor na Andaluzia, com temperaturas a rondarem os 35ºC. O vento soprará muito fraco de este.

Favoritos

Classificação geral após 12ª etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 49:22:53
2 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida 0:00:59
3 Johan Esteban Chaves Rubio (Col) Orica-Scott 0:02:13
4 David de la Cruz (Spa) Quick-Step Floors 0:02:16
5 Wilco Kelderman (Ned) Team Sunweb 0:02:17
6 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin 0:02:18
7 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:02:37
8 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac 0:02:41
9 Alberto Contador Velasco (Spa) Trek-Segafredo 0:03:13
10 Miguel Angel Lopez (Col) Astana Pro Team 0:03:51

30 Nelson Oliveira (Por) Movistar Team 0:34:03
36 Rui Alberto Faria da Costa (Por) UAE Team Emirates 0:49:20
51 Ricardo Vilela (Por) Manzana Postobon 1:05:12
137 Rafael Reis (Por) Caja Rural-Seguros RGA 2:13:42


*** Matteo Trentin
** Edward Theuns, Juanjo Lobato, Sacha Modolo
 Magnus Cort Nielsen, Adam Blythe, Julian Alaphilippe, Tom Van Asbroeck

A nossa aposta: Matteo Trentin
Tem sido o melhor sprinter em prova e  volta a ter oportunidade nesta etapa. Se conseguir vencer será a terceira etapa na sua conta pessoal e a quinta da equipa na Vuelta.
A Quick-Step em 2017 já vai com 14 vitórias de etapa nas grandes voltas, estão insaciáveis.

Outsider: Juanjo Lobato
Foi o 2º na 4ª etapa, apenas batido por Trentin. Esta chegada enquadra-se na perfeição nas suas características, com aquela rampa a 3 quilómetros finais a jogar a seu favor, já que espanhol não costuma ter problemas em passar estas rampas curtas.

Seguir em directo: #LV2017 #laVuelta #Vuelta2017 #laVuelta2017
(a partir das 14:00)
(a partir das 15:00)

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário