Tour 2016 - Antevisão 6ª Etapa

A 6ª etapa é a última oportunidade para os sprinters antes de chegarmos aos Pirenéus. Esta é uma típica etapa de transição, desde o Maciço Central até à região montanhosa na fronteira franco-espanhola. 
Prevê-se um final ao sprint com todos os favoritos ansiosos por agarrarem esta oportunidade e brilharem neste Tour de França. 

Perfil da 6ª etapa

Últimos quilómetros da 6ª etapa
Depois de 3 etapas acima dos 200 Kms, esta não chega, mas anda lá perto. Etapa para mais uma disputa ao sprint, com as equipas dos mesmos a terem mais uma oportunidade.
Espera-se uma etapa tranquila, com a habitual fuga da praxe e no pelotão o controlo por parte das equipas dos homens rápidos.
O último Km não tem grandes dificuldades, a luta dos comboios dos sprinters será titânica como sempre.
Subidas categorizadas:
Km 62.0 - Col des Estaques 2 Km@6% - cat. 3
Km 71.5 - Côte d'Aubin 1.3 Km@5.4% - cat. 4
Km 149.0 - Côte de Saint-Antonin-Noble-Val 3.2 Km@5.1% - category 3
Cidade de partida: Arpajon-sur-Cère

Chateau du Conros - Arpajon-sur-Cère
Arpajon-sur-Cère é uma cidade da região administrativa de Auvergne, no departamento Cantal.
É um bom local para viver pois, Arpajon promete ser uma cidade acolhedora para as famílias. Recentemente foi criado um centro cultural e social para que permite aos pais verem os seus filhos num local onde aprendem os valores para os ajudarem a enfrentar a vida. Para além disso, os país recebem vários apoios para cuidarem dos seus filhos.
Mas não é uma cidade virada apenas para os jovens, um importante projecto está em andamento para ajudar os idosos a permanecer em casa enquanto beneficiam dos serviços de EHPAD (refeições ao domicílio, eventos culturais, papelada, etc).


Cidade de chegada: Montauban



Montauban é uma cidade francesa e capital do departamento de Tarn-et-Garonne, na região Midi-Pyrénées.
A cidade de Montauban está actualmente a recuperar o Museu Ingres, um dos seus cartões de visita, a fim de transformá-lo numa moderna oferta de equipamentos culturais atraente para os visitantes. Para além da contemplação das obras, irão também oferecer actividades culturais e educacionais inovadoras. O novo set-up vai ajudar a modernizar a apresentação das obras, tornando-as mais acessíveis e seguras, enquanto o acesso ao público será reforçado.

Condições atmosféricas

Etapa disputada sob intenso calor, com temperaturas a variarem entre os 23º C e os 32ºC. Algum vento, que soprará de Oeste e de Noroeste, com rajadas que podem chegar aos 25 Km/h.



Favoritos:

Etapa ideal para os sprinters. As equipas dos mesmos, deverão controlara a corrida de forma a que a etapa seja decidida em pelotão compacto. Etixx, Lotto-Soudal, Dimension Data e Katusha deverão no final lançar os seus comboios.

*** Marcel Kittel, Mark Cavendish
** Bryan Coquard, Peter Sagan, André Greipel
* Edward Theuns, Dylan Groenewegen, Alexander Kristoff

A nossa aposta: Marcel Kittel
O gigante alemão venceu em Limoges, numa chegada que nem sequer era ao seu jeito. Esta é mais ao seu gosto, entre ele Cavendish, está o favoritismo.
Apostamos pelo alemão, devido ao comboio da Etixx, que andou desafinado nas primeiras etapas, mas em Limoges estiveram quase perfeitos.


Outsider: Bryan Coquard
O sprinter francês tem estado em grande forma, em Limoges esteve a milímetros de conseguir a sua primeira vitória no Tour. Em relação à chegada de Limoges este final terá mais concorrentes, já que a chegada deverá ter também Cavendish e Greipel na luta.


Seguir em directo: Eurosport 1, RTP 2, @LeTour#TDF2016

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário