Subidas míticas - Pico do Arieiro

Uma das rubricas do blog, será sobre as subidas mais míticas do ciclismo. A primeira subida a ser contemplada, é uma relativamente desconhecida, que nunca foi utilizada em provas oficiais, trata-se da subida ao Pico do Arieiro, situada na Ilha da Madeira.
Para se chegar ao Pico do Arieiro, existem pelo menos três percursos diferentes, todos eles com um grau de dificuldade muito elevado, é desaconselhado que ciclo-turistas pouco experientes tentem subir qualquer uma delas.


Subida por Machico

A mais 'suave', é também ela, a mais longa, é através do Machico, são 25,8 Kms sempre a subir, as maiores dificuldades encontram-se entre o 6º Km e 8º e entre o 12º e 16º, onde a média nessas zonas ultrapassam os 10%.

É uma subida longa, onde é preciso gerir bem o esforço, a média final situa-se nos 7%.

profile Pico Ariero
Distância: 25,8 Kms 
% média: 7%
Subida  acumulada: 1818 m

Subida pelo Funchal

O percurso mais conhecido até ao Pico do Arieiro, é aquela que começa no Funchal. É muito popular entre os ciclo-turistas que passam pela Madeira. É uma subida brutal, com zonas em pavé, com umas vistas panorâmicas ao longo do percurso de tirar o fôlego e inclui alguns penhascos assustadores. 
São 19,6 Kms de uma dureza extrema, os 3 Kms iniciais são uma insanidade completa, a média rondam os 15 a 23%. Os 9 primeiros Kms são quase sempre acima dos 10%, sendo que apartir daí a subida começa a amenizar, isto é como quem diz e volta empinar no último Km, novamente acima dos 10%. A média final diz tudo, 9,3%!

profile Pico Ariero
Distância: 19,6 Kms 
% média: 9,3%
Subida  acumulada: 1813 m

Subida pela via do caminho do comboio (Funchal)


A última é a menos conhecida e a mais dura, sim isso mesmo, ainda é mais insana que a anterior. Este monstro é aquele que começa na via do caminho do comboio no Funchal. Os primeiros 9 Kms são quase sempre acima dos 10%, com a maior parte a ser realizada perto dos 15%, com um máximo de 22,6%. Apartir do 9ºKm, a média baixa consideravelmente, no entanto os últimos 3 Kms, voltam a ser infernais, a 9% e o último Km chega aos 12,7%. É a subida mais dura do território Português, sendo que a única que rivaliza é a anterior, aquela que parte do Funchal.

Distância: 17,1 Kms 
% média: 10,2%
Subida  acumulada: 1747 m


Curiosidade: Lá em cima, existe um restaurante e uma loja de souvenirs.

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário