Marco Pantani - O Pirata

Marco Pantani foi um ciclista italiano, reconhecido mundialmente como um dos melhoreses da sua geração.
Pantani tornou-se profissional em parte do ano 1992, em 1993, fez a sua primeira temporada completa como profissional, onde terminou em quinto no do Giro del Trentino e estreou-se no Giro d'Italia, a fim de ajudar o líder da equipe, Claudio Chiappucci, infelizmente para ele não terminou a prova pois foi forçado a abandonar a prova na etapa de 18 devido a uma tendinite. 

Em 1994, ele terminou em quarto lugar no Giro del Trentino e no Giro di Toscana antes de sua segunda participação no Giro d'Italia, onde ele deveria ajudar Chiappucci. Ele venceu duas etapas de montanha consecutivas, conquistando a sua primeira vitória como u profissional da décima quarta etapa e venceu a etapa seguinte.
O ponto alto de sua carreira foi o ano de 1998, quando venceu o Giro da Itália e o Tour da França, duas das três competições mais importantes do ciclismo. A bandana que ele costumava utilizar e o seu estilo de ataques individuais tornaram-no mais conhecido como "O Pirata" pelos amantes da modalidade. 

Pantini com a Maglia Rosa
A sua carreira entrou em claro declinio quando na edição de 1999 do Giro foi condenado e expulso da prova porque um exame de sangue revelou que utilizou uma substância proibida, no caso, a EPO. Ficou de fora das corridas durante todo o ano, tornando a participar do Tour no ano 2000. Embora longe de mostrar a performance espectacular que o caracterizou, Pantani venceu a subida ao Mont Ventoux, no final da etapa Armstrong permitiu a vitória de Pantani. Foi a última sua última grande vitória.
Em 1evereiro de 2004, morreu subitamente em Itália. A autópsia revelou que ele morreu em virtude de uma paragem cardíaca provocada por overdose de cocaína.

Também pode interessar:

jdragon cycling team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário